terça-feira, 1 de dezembro de 2015

UM MANUAL CHAMADO SPECTRUM

 NUM MUNDO CAÓTICO, o entregador de encomendas, Dan Cazarro, exerce anonimamente o ingrato serviço de fulminar as tenebrosas entidades sobrenaturais conhecidas como Vagasmas que ameaçam os seres humanos. E como se não bastasse, Dan também se vê na condição oposta: ele luta obsessivamente para se livrar das garras da monstruosa criatura Zagarrás.

 Quer saber mais? Descubra as origens do meu novíssimo universo SPECTRUM - Manual das Coisas Ocultas e acompanhe a evolução dele através de muitos e muitos rabiscos!

http://blog.edferrara.com.br/p/spectrum-manual-das-coisas-ocultas.html

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

MESA 163!


AGORA É OFICIAL!
Amy Nakasone e eu estaremos na mesa 163 do Artists' Alley lançando dois trabalhos inéditos em quadrinhos: o nosso em conjunto, FATIAS e o meu projeto solo, SPECTRUM - Manual das Coisas Ocultas.
 
Além disso, também estará à venda os últimos exemplares do meu Artbook.
Ainda, vou produzir Art Commission e os consagrados Skecth Cards na hora e o freguês escolhe o seu personagem!


Quer mais? Então venha nos visitar na COMIC CON EXPERIENCE - Artists' Alley MESA 163.


Até lá!!!
 



quarta-feira, 12 de agosto de 2015

PUXA E ESTICA


 A BRINCADEIRA DA VEZ foi com a Capitain Marvel da Marvel. Vocês sabem que meu estilo é trabalhar a personalidade da forma do personagem, independente de suas atribuições heróicas. E quanto mais diversificado e assimétrico melhor. Imaginei uma Carol Danvers como uma pessoa comum, com barriguinha, uns culotes, olhar cansado, tronco curto e baixa. Mas no seu interior ela guarda a mesma pujança heróica de sempre juntamente com seus super poderes.

Pessoalmente, super herói não tem que ser obrigatoriamente simétrico e musculoso / gostosona, ele pode ter qualquer forma: gordo, magro, beiçudo, zarolho, careca, corcunda, narigudo, enfim... 
Vincular sempre o herói ou heroína a uma imagem dita "perfeita" é dizer que a maioria das pessoas "normais" estão abaixo da linha de altruísmo e abnegação. 

Ao contrário! É ser assim como somos no dia a dia enfrentando de cara limpa as diversidades excruciantes e até tragédias que a vida impõe SEM super poderes ou traquitanas milagrosas que identifica o verdadeiro espírito determinado. 

Então, não é um físico delineado, corte de cabelo impecável ou beleza de ideal grego que identifica o herói/heroína, é o seu coração.

Pelo menos é assim que vejo.






segunda-feira, 10 de agosto de 2015

ULTRA FORÇA

DESDE QUE eu era pequeno sempre tive meus heróis. Apesar de amar quadrinhos e ser essa minha especialidade como ilustrador, o meu preferido não é originário das páginas com requadros e balões, na verdade ele veio da televisão, mais propriamente da terra do sol nascente.

ULTRASEVEN é o segundo guerreiro protetor de mundos filiado à Irmandade Ultra que foi teve uma série de televisão pela chancela da Tsuburaya Productions. Não havia apenas um foco no herói, mas o roteiro trabalhava bem as histórias contadas. Ok, o programa era para crianças e o monstros eram de borracha com aberturas de zíper, mas mesmo assim mantinha uma atmosfera de constante suspense e ficção científica ao longo dos curtos 24 minutos semanais ao longo dos 49 episódios.

Com certeza, Ultraseven foi um dos meios de contato que tive quando criança com a cultura japonesa e isso me levou à grande paixão pela cultura daquele país. Sim, eu queria ser Dan Moroboshi e  japonês.

Mas diferente dos outros heróis da época (seja das HQs ou TV) que tinham seus códigos morais e se seguravam bastante para não ir longe demais num combate, Ultraseven caía em cima do monstro descendo o cacete, disparando tudo que é raio e por fim, acabava por degolar o inimigo com o eye slugger. sua lâmina de arremesso. Rock'n Roll!!! E ainda por cima, tinha o jeito estiloso de se transformar sonoramente com o ultra eye, causando em  qualquer um que usasse óculos um orgulho secreto pelo seu obrigatório para-brisas.  Como não gostar de um herói assim?

Superman sempre será divertidíssimo com sua capa e sua representatividade de icônica, mas pessoalmente, ele iria tomar uma surra cósmica do guerreiro vesgo da galáxia M-78.

SEBUN, SEBUN, SEBUN!







domingo, 5 de abril de 2015

TAIKODOM ZERO!

ENTRE 2005 E 2009 produzi para a empresa catarinense de games, Hoplon Infontainment a graphic novel TAIKODOM - Eterno Retorno.

O que quase ninguém sabe é que produzi um Número Zero que foi veiculado gratuitamente no site da empresa e que seria a introdução a essa história.
Infelizmente acabou não sendo publicado junto na graphic novel por questões internas da Hoplon.

O roteiro foi de Roctavio de Castro, as cores por Artur Fujita, Weberson Santiago, Ronaldo Barata, Marcelo Castro e desenho mais letras, eu.

Mas nem tudo está perdido.  Se você ficou curioso e está perdendo o seu rico soninho pra ler essa estonteante introdução que estava no limbo, calma que eu já resolvi isso!
Você pode ler agora mesmo on line e sem custo. Bacana, né?

Então entra no hiperespaço AQUI e seja feliz!

http://www.youblisher.com/p/1111321-TAIKODOM-Zero-Hoplon-Infontainment-2005/

sexta-feira, 27 de março de 2015

RBOY




DANIEL ARCOS, criador do personagem RBOY me pediu pra fazer uma arte dele.
Pode ter certeza que adorei fazer. Desenhado e colorido no Manga Studio.

Abração, Daniel!

VAMO RABISCÁ!!!